Novidades

Saiba o que comer antes e durante o ENEM 2016

{{formataData('2016-10-26 10:08:53')}}

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2016 será realizado no próximo fim de semana, 5 e 6 de novembro. Diversos estudantes usam este período para revisar conteúdos ou buscar meios de relaxamento. O que muitos esquecem é que dar atenção à alimentação durante as provas e nos dias que a antecedem é algo importante.

Prestar atenção no que se come nos dias que antecedem o exame é uma forma de auxiliar no bom funcionamento do organismo. Às vésperas do Enem, é comum que a ansiedade aumente e dificulte inclusive o sono do participante. Uma alimentação que proporcione o relaxamento e sensação de acolhimento podem tranquilizar o jovem neste momento tão esperado.

De acordo com a coordenadora do curso de Nutrição da Faculdade Anhanguera de Anápolis, Bárbara Martins Vieira, é bom estabelecer uma rotina alimentar já na semana que antecede o Enem. "A alimentação deve ser equilibrada, sem excessos de açúcares, gorduras e sódio", destaca. A recomendação é de que o estudante opte por inserir frutas e verduras no seu cotidiano.

Aliados da Memória

Comer bem vai além da sensação de saciedade. A escolha dos alimentos pode interferir positivamente no desempenho dos estudantes. Nutrientes como ômega 3, zinco e selênio são os principais aliados dos participantes do Enem, já que auxiliam na memória e na concentração. Eles podem ser encontrados na carne vermelha, castanhas, peixes, ovos, frutas, vegetais e laticínios.

Perigos dos estimulantes

Uma prática comum aos estudantes é o consumo de substâncias ricas em cafeína, como é o caso do café, pó de guaraná e o energético. O objetivo de quem consome tais alimentos é conseguir mais disposição para se manter acordado e atento durante os estudos e a prova. No entanto, Bárbara ressalta que a ingestão em excesso, ou por quem não tem o costume com tais bebidas, pode acabar prejudicando o organismo, pois ocorre a aceleração dos batimentos cardíacos, maior estresse e outras reações que podem resultar até em insônia.

Alimentação antes da Prova

Apesar do nervosismo nos dias de prova, é importante que o participante se alimente bem. Bárbara lembra que a falta de glicose no organismo pode causar a hipoglicemia e atrapalhar o desempenho do estudante, sendo a fraqueza o sintoma mais comum. Portanto, o estudante precisa consumir alimentos que deem a ele energia para enfrentar as várias horas do Enem. A coordenadora recomenda que frituras, assim como alimentos calóricos e de difícil digestão sejam evitados.

O café da manhã é muito importante para o corpo humano. Ingerir frutas, mel e cereais, além de pães integrais, já proporcionam ao jovem energia logo pela manhã, além de estimular a atividade cerebral.

O horário de início do Enem também interfere na alimentação escolhida. Quem pretende almoçar antes da prova, no caso dos estados em que o exame começa às 13h, é recomendável o consumo de alimentos ricos em ferro (feijão, espinafre); fósforo (ovos e leguminosas) e proteína (frango, carne ou peixe).

Já para quem vai apenas lanchar, sanduíches leves que contenha proteína são uma boa alternativa, pois matam a fome e trazem benefícios como o fornecimento de energia.

Durante a Prova

O Edital do Enem permite que o estudante leve pequenas porções de alimentos para que sejam consumidos durante a prova, dentro da sala de aula mesmo, assim como líquidos como água, suco, água de coco e isotônico em embalagens transparentes e sem rótulo.

Para a alimentação durante a prova, Bárbara sugere lanches rápidos e leves, como sanduíches naturais, cookies integrais, chocolate meio-amargo, frutas, barras de cereais e castanhas. Levar água e líquidos é muito importante, já que é preciso se manter hidratado.

É importante prestar atenção nas frutas que devem ser levadas. Banana, uva, pera e maçã são as melhores opções. Segundo Bárbara, laranja, mamão, manga e melancia precisam ser evitados, já que algumas são laxativas e outras são suculentas demais.

Após o primeiro dia

A rotina alimentar adotada deve ser mantida para evitar mudanças no organismo, já que a inclusão de novos alimentos pode alterar o funcionamento gastrointestinal. Outra dica é evitar o consumo de bebidas ricas em cafeína, álcool, açúcares e gordura na noite que antecede o segundo dia do Enem, já que os estimulantes atrapalham o sono.

O consumo de chás de ervas, como o caso da camomila e a erva doce, é uma boa alternativa para o relaxamento após o primeiro dia de provas. O sono é fundamental para a recuperação e equilíbrio do corpo para o próximo dia.

Leia também:

Quem quer ser cientista?

Acho que quase todo mundo já pensou em ser cientista, astronauta, químico, arqueólogo ou coisa do...

{{formataData('2016-10-26 10:09:35')}}

Saiba o que comer antes e durante o ENEM 2016

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2016 será realizado no próximo fim de semana, 5 e 6 de no...

{{formataData('2016-10-26 10:08:53')}}

Coisa pequena

Em conversa de feriado com uma prima, descobri que ela começou uma pequena ação solidária faz um...

{{formataData('2016-10-26 08:26:32')}}

Diploma inútil? Por que tantas pessoas não conseguem trabalho em suas áreas

Enquanto você lê esta reportagem, milhares de jovens pelo Brasil se preparam para o Enem (Exame Na...

{{formataData('2016-10-26 08:25:00')}}